Opinião

Cartazes

 

 




Partilhar

Adicionar comentário


Código de segurança
Actualizar

  CAMPANHA NACIONAL DE FUNDOS


LIQUIDAR O LIQUIDACIONISMO!

POR UM PARTIDO COMUNISTA OPERÁRIO!

Como sempre nos ensinou o camarada Arnaldo Matos, um partido que queira ser verdadeiramente comunista e servir exclusivamente a classe dos proletários nele organizada para tomar o poder, não pode pensar em depender da classe dos capitalistas e dos órgãos do seu aparelho de Estado para financiar o seu trabalho político revolucionário.

Contudo, a lei obscena de subvenção pública, criada para subsidiar os partidos que sustentam a estrebaria de São Bento – ou seja a Assembleia da República –, tem a virtude de seduzir toda a prole de parasitas… e, seduziu também a corja de chulos liquidacionistas comandada, à cabeça, por Garcia Pereira, Bulhão e Franco…, que para além de usurparem, durante anos, a direcção do Partido de Arnaldo Matos, também se serviram da própria subvenção para corromper a actividade do Partido; ao mesmo tempo que a utilizaram em proveito próprio e como garantia na obtenção de empréstimos em instituições bancárias, afundando o Partido em dívidas, comprometendo, assim, e pondo em risco toda a actividade comunista revolucionária!

Apesar de denunciada e aparentemente combatida, a prática liquidacionista persistiu nas nossas fileiras em muitos campos e, em particular, em torno da questão dos dinheiros e dos fundos para o Partido.

Ler mais...


Rabo de Peixe – Ilha de São Miguel

 

Partido obtém vitória em tribunal

Em defesa dos operários da Botelho de Melo, Construções, Lda. 

 

ERabodePeixem Abril de 2018, o Comité do PCTP/MRPP na Ilha de São Miguel redigiu e divulgou um comunicado com o título Os transportes dos trabalhadores devem ser pagos pelo patrão, dirigido aos operários da empresa de construção civil Botelho de Melo, Construções, Lda., situada em Rabo de Peixe, no concelho da Ribeira Grande, na Ilha de  São Miguel.

Nesse comunicado (que pode ler carregando aqui), o Comité do Partido denunciava o facto de os capitalistas da Botelho de Melo estarem a cobrar, a cada um dos seus trabalhadores, 50 € por mês “para o gasóleo” supostamente gasto pelas viaturas que os transportam para o respectivo local de trabalho, procedendo assim a um duplo roubo, ao extorquirem não apenas a mais valia produto das horas de trabalho não remuneradas como também o preço abusivo do transporte dos operários.

Ler mais...


Em que estado está a Nação?!  

Nos últimos anos o povo português assiste, com um misto de nojo e desinteresse absoluto aos debates sobre o Estado da Nação. E este ano não foi diferente! Também, como não suscitar a indiferença o eterno jogo de espelhos que se produz naquele covil? Os do lado do governo a elogiar os seus feitos. Os da oposição, aquela mesma que embarcou na austeridade imposta pela tróica germano-imperialista, a querer fazer crer que estivessem eles no poleiro e as coisas teriam corrido muito melhor, crendo que a memória do povo é curta. Esquecem-se é de dizer para quem estariam muito melhores as coisas!

Claro que nós sabemos para quem! Para o grande capital financeiro e bancário, para os credores internacionais, para o imperialismo germânico, britânico, francófono, mas não só, que tem visto assegurado, primeiro pelo governo de coligação entre a extrema-direita e a direita, e agora pelo governo de direita do PS, com a prestimosa cumplicidade das muletas do PCP, BE e Verdes, o pagamento imposto ao povo,de uma dívida e seus juros, sem quaisquer sobressaltos.

Também tem sido melhor para a burguesia nacional compradora que exulta de contentamento com o facto de ter pela frente das negociações sobre acordos de trabalho ou reivindicações mais específicas, um PCP generosamente disponível para atraiçoar as expectativas e reivindicações da classe operária e dos trabalhadores em geral. No que é, ainda que timidamente, acompanhado por esse partido social-democrata e notoriamente reformista e oportunista,  que dá pelo nome de BE.

Ler mais...


Viva a justa Greve dos Enfermeiros! 

SINDEPOR – Sindicato dos Enfermeiros de Portugal – anunciou uma paralisação para os próximos dias 2 a 5 de Julho, coincidindo com a greve dos médicos nos dias 2 e 3 do mesmo mês. 

SINDEPORSegundo esta estrutura sindical, esta decisão deve-se ao facto de os principais problemas que afectam este sector continuarem sem resolução, apesar das muitas promessas e expectativas criadas pelo governo e, sobretudo, pela barbie da saúde, a inefável ministra Marta Temido.  

Ler mais...


poema1

Pela Revolução Proletária

Um Partido Comunista Marxista

Proletário!
 

No momento

Em que o espectro da guerra

Ronda o Planeta!

E, aqui, os pregadores da União

Se ajoelham…

Rendidos à condição

De lacaios do imperialismo Euro-alemão…
 

No momento

Em que todos os partidos se aprontam

Para nova farsa eleitoral…

Semeando a ignorância quanto aos fundamentos

Da exploração desenfreada

Que dia a dia

Sentimos agravada;
 

No momento em que todos os traidores

Vendidos aos exploradores

Intentam corromper o Marxismo

Que justifica a Revolução

Como único caminho

Capaz de pôr fim a toda a exploração;
 

Neste momento… É preciso clamar!...
 

Pela Revolução Proletária

Um Partido Comunista Marxista Proletário!
 

Porque só os proletários,

Constituídos em partido, fortemente organizados,

Conduzirão à vitória a Revolução Proletária!

22 Junho 2019

Viriato

Ler mais...


Spitzenkandidaten – Imperialismo europeu tenta organizar-se em torno de um candidato comum!

A luta e o debate que se está a desenvolver em torno do chamado Spitzenkandidaten (cabeça de lista de cada família política europeia) só interessam à classe operária e aos povos dos países europeus – sobretudo os que fazem parte da chamada União Europeia – na medida em que revelam as profundas contradições que se estão a gerar no seio do imperialismo europeu. 

Neste contexto, é irrelevante que o novo presidente da Comissão Europeia seja o candidato proposto pelas famílias políticas maioritárias no Parlamento Europeu ( Populares, Socialistas, Liberais e Verdes) ou venha a ser designado pela própria Comissão Europeia, ainda que essa eleição venha a ser sujeita à aprovação do Parlamento Europeu. 

Ler mais...


Passes sociais ou passe de magia saloia?! 

A menos de 2 semanas da entrada em vigor dos novos “passes sociais” – que viria a ocorrer, vá-se lá saber porquê, no dia das mentiras, o primeiro dia de Abril – que, segundo Costa, Jerónimo, Catarina e Apolónia, iria constituir uma “verdadeira revolução” nos transportes urbanos e, até, regionais, o PCTP/MRPP foi o único partido que se levantou contra o monumental embuste, operação de manipulação, mentira e decepção, que tal medida constituía. 

Enquanto a “oposição” tentava por todos os meios “associar-se” a tão “magnífico” evento, o nosso Partido foi o único que teve a passes sociaiscoragem de, contra a corrente dos elogios a tal medida, denunciar a marosca. Por tal ousadia, mereceu da parte de toda a corrente populista e reaccionária, encabeçada pelo PS e secundada por PCP, BE e Verdes, o silenciamento das suas opiniões e posições políticas. 

Ler mais...


Por uma política de habitação ao serviço de quem trabalha! 

Segundo um estudo da Moody’s, Lisboa terá o maior rácio de alojamentos locais (AL) por habitante, num estudo comparativo que envolve dez das principais cidades europeias, entre elas, Amesterdão, Berlim, Dublin, Frankfurt, Londres, Madrid, Milão, Paris e Roma, isto é, 30 alojamentos por cada mil habitantes. Isto num contexto em que, entre 2012 e 2018, enquanto os salários dos trabalhadores que moram em Lisboa registou aumentos de cerca de 10%, em média, os preços na capital sofreram aumentos de mais de 50%!

Este é um resultado directo de duas políticas urbanas que se começaram a desenhar e a impor nos grandes centros urbanos, a partir da primeira metade dos anos 90 do século XX, com o famigerado Plano Director Municipal de Jorge Sampaio, então presidente da Câmara Municipal de Lisboa:

  1.  A alteração do conceito de municipalização dos solos para o de liberalização dos solos;
  2.  o premiar, fiscal e não só, de empresas designadas por fundos imobiliários,
  3.  que tomaram de assalto a cidade de Lisboa e outras grandes urbes, a pretexto de um plano de recuperação e reabilitação urbanos.

Ler mais...


 Abuso de poder, calculismo eleitoral e cobardia política!

Quando o abuso de poder se casa com a cobardia política e o calculismo eleitoral, assistimos a um miserável espectáculo como o que levou financasalguns inspectores da Autoridade Tributária (AT), respaldados na segurança repressiva prestada por agentes da GNR, a levar a cabo uma operação a todos os títulos tenebrosa, ilegal e inconstitucional, como foi a da operação stop do passado dia 28 de Maio , em que dezenas de condutores foram abordados e mandados parar, desde as 8 horas da manhã, para serem verificadas alegadas dívidas fiscais e imposto o seu pagamento em caso de elas existirem ou, em alternativa, e por falta de pagamento, a apreensão e penhora imediata das viaturas em que se deslocavam. 

Ler mais...


Em bicos dos pés !

O PS sempre assumiu o papel de “vendilhão do templo”! Começou por vender a ideia de que a “opção europeia” era a que melhor servia o povo português. Sem qualquer discussão ou consulta prévia ao povo, decidiu aceitar as “regras” impostas pela então CEE, que obrigaram Portugal a destruir praticamente todo o seu tecido produtivo – desde a Lisnave à Mague, passando pela Sorefame, pela agricultura e agro-pecuária até à frota pesqueira e à marinha mercante. 

Ler mais...


Quando a montanha só pare ratos

Na passada 5.ª feira, dia 2 de Maio, numa reunião da Comissão Parlamentar da Educação, foi aprovada com os votos a favor do PSD, CDS, PCP, BE e Verdes e os votos contra do PS, a justeza do TEMPO que os professores reclamam de há muito para que lhes sejam retornados os 9 anos, 4 meses e 2 dias que lhe foram roubados às suas carreiras, aos seus salários, aos seus direitos. 

Ler mais...


Áreas Metropolitanas de Lisboa e Porto 

100 mil esperam por uma habitação digna e a preços acessíveis! 

Dados recentemente trazidos a público indicam que cerca de 32 mil famílias (ou seja, cerca de 100 mil elementos do povo) estão inscritas em listas de espera para uma habitação com renda social, em 30 concelhos das Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto.

Estas famílias são a parte visível do iceberg que são os chamados danos colaterais que o PCTP/MRPP sempre denunciou que iriam suceder, provocados por:

Ler mais...


O Governo Português Deve Opor-se Imediatamente a Todas as Manobras do Imperialismo Americano para Invadir a Venezuela 

Como é sabido, o interino Guaidó, fantoche dos americanos, depois do seu golpe de Estado, tem-se dedicado a praticar toda a espécie de actos de provocação, em todo o caso fracassados, para tentar acelerar a invasão da Venezuela pelos ianques. 

Sem ter obtido o êxito que esperava na frente externa, nomeadamente com a abortada iniciativa 1do Grupo de Contacto, em que Portugal, através do ministro Santos Silva, tão vergonhosamente se evidenciou como o maior lacaio de todos os que o compunham, Guaidó, que representa um partido, Vontade Popular, com apenas 14 lugares num total de 167 deputados na actual Assembleia Nacional Venezuelana, perdeu o confronto com Nicolás Maduro nas manifestações do início deste mês e viu mais tarde frustrada a manobra de utilizar uma hipócrita ajuda humanitária americana para o derrube do presidente eleito Maduro. 

Ler mais...

 


  

Candidatura do Distrito de Beja

 

Sob a direcção do camarada Joaquim Covas, natural de Pias, e secretário do Comité Distrital de Beja do nosso Partido, começou neste fim-de-semana uma viagem dos camaradas do Baixo Alentejo pelos catorze concelhos do distrito, do Alvito a Almodôvar e de Odemira a Barrancos, com vista à constituição da lista de candidatos do PCTP/MRPP às eleições para a Assembleia da República, no sufrágio de Outubro do próximo ano de 2019.

Ficou constituída a lista de candidatos do Partido pelo distrito de Beja, com cerca de um ano de antecedência.

mapa

Sob a égide do nosso querido camarada João Preguiça, grande dirigente do Comité Central do PCTP/MRPP e saudoso herói do povo alentejano, os militantes do distrito de Beja uniram as suas forças e fizeram um excelente trabalho de propaganda, agitação e organização, recolocando alguns cartazes alusivos à semana das 35 horas de trabalho, que alcançaram um grande sucesso junto das massas operárias e camponesas.

Ler mais ...


  

Candidaturas da Região Autónoma da Madeira

 

No próximo ano de 2019, com datas ainda não designadas, ocorrerão três sufrágios eleitorais na Região Autónoma da Madeira a que o nosso Partido concorrerá: assembleia da República, assembleia Regional e parlamento europeu.

1

A lista para a assembleia da República compor-se-á de onze candidatos, (seis efectivos e cinco suplentes); a lista para a assembleia regional, noventa e quatro candidatos (47 efectivos e 47 suplentes); e para o parlamento europeu, 1 candidato.

Todas as listas dos nossos candidatos para os sufrágios regionais estão já completas: 108 candidatos efectivos e suplentes. Mas continuamos a recolher candidaturas de mais voluntários, para múltiplas e diferentes tarefas.

Publicam se duas fotografias do trabalho de uma brigada na Zona Industrial da Ribeira dos Socorridos.

01NOV18

CG/AM

2 

Veja ou reveja o Programa Governo Sombra com Arnaldo Matos

(Clique na imagem para poder aceder ao vídeo)


painelinscreve 01

_


Incêndios – meio facilitador da acumulação capitalista nos campos! 

incendiosHá mais de 40 anos que, ano após ano, quando o país arde, lá vêm os sucessivos governos que à vez, sozinhos ou coligados – e relembramos que, praticamente todos os partidos do “arco parlamentar”, passaram pelos bancos do poder – , e assessorados por um batalhão de “especialistas” de tudo e mais alguma coisa, afirmar, por um lado, que a culpa foi dos incendiários ou da natureza e, por outro, que agora, sim, irão ser tomadas medidas na direcção certa que, segundo todos eles, é a prevenção. 

Porém, ano após ano, o quadro não só se mantém como se agrava. E, a forma de entreter o povo e iludir o fundo das questões é sempre a mesma: a protecção civil não funcionou como devia, os bombeiros manifestam uma profunda descoordenação e falta de meios, as populações não cumpriram as regras procidementais que obrigam à limpeza dos acessos, etc.. 

No entanto, a verdade é que, enquanto para a burguesia for mais rentável “combater” os fogos do que preveni-los, os incêndios serão uma chaga com a qual os camponeses pobres e envelhecidos, primeiro, e o povo em geral, depois, se terão de confrontar. 

Uma autêntica máfia organizou-se em torno daqueles que podem ter influência e poder e o negócio de equipamentos e meios para bombeiros floresce como poucos sectores da actividade económica no nosso país. Como floresce o negócio das celuloses que impuseram o eucalipto – uma árvore oriunda da Austrália – no ordenamento florestal do nosso país, estando-se nas tintas para o facto de esta ser uma espécie que, por conter características intrínsecas, como óleos essenciais inflamáveis, possui capacidades combustíveis muito mais elevadas do que as espécies autóctones, havendo registo, na ocorrência de incêndios, de projecções de folhas e casca destas árvores a muitas centenas de metros. 

Num país em que o processo de acumulação capitalista não chegou a uma grande área da sua estrutura agrária, onde pontifica o minifundio e a dispersão habitacional, onde o campesinato pobre, imediatamente a seguir ao 25 de Abril de 1974 não compreendeu – e até rejeitou – que a única aliança que permitiria assegurar o seu futuro era a aliança com a classe operária, aceitando o programa de colectivização dos meios de produção e a mecanização e modernização da agricultura, os incêndios vão produzir o efeito que os caciques locais induziram a estes camponeses quando lhes diziam que os comunistas – para além de comerem criancinhas ao pequeno almoço – lhes queriam roubar as terras. 

Ler mais...


18 de Julho de 1975 – Libertação do camarada Arnaldo Matos e dos militantes do MRPP presos pelo COPCON/PCP 

O dia 18 de Julho de 1975 constituiu um marco indelével na história da luta da classe operária e dos comunistas portugueses do MRPP, sob a direcção do camarada Arnaldo Matos, contra a ditadura social-fascista, pela liberdade e democracia e continuação do combate pela revolução comunista.

278Pelas 22H30 do dia 28 de Maio de 1975 o COPCON, recorrendo aos comandos e às chaimites do fascista Jaime Neves e militares de unidades controladas pelo PCP, iniciou a operação Turbilhão, assaltando e saqueando todas as sedes do MRPP da região de Lisboa, e prendeu o camarada Arnaldo Matos e mais de quatro centenas de militantes e simpatizantes do Partido.

O objectivo desta operação terrorista havia sido previamente apontado pelo PCP na assembleia do MFA que a aprovou, em particular pelo seu maior cacique o social-fascista coronel Varela Gomes – eliminar fisicamente o camarada Arnaldo Matos, fundador e secretário-geral do MRPP e destruir e aniquilar o Partido.

O MRPP, que se colocara à frente do movimento operário pela semana de trabalho das 40 horas, transformara-se num empecilho para a progressão do contra-golpe social-fascista do 11 de Março e por isso era necessário afastá-lo, ilegalizando-o e impedindo-o de participar nas eleições, destruindo as suas sedes e prendendo os seus militantes.

Mas a resposta àquele desesperado ataque não tardou – as sedes são imediatamente reocupadas e as manifestações populares pela libertação do camarada Arnaldo Matos e de todos os anti-fascistas presos, em particular junto da cadeia de Caxias, passaram a suceder-se dia e noite, enfrentando corajosamente as balas do COPCON.

Ler mais...


Lambe botas Marcelo de gatas em Paris

UM PRESIDENTE, UM GOVERNO E UM PARLAMENTO DE LACAIOS E ANTIPATRIOTAS

Marcelo Rebelo de Sousa, no caso em postura igual à do governo de Costa e das suas muletas PCP e BE, fez questão de se pôr mais uma vez a lambebotas1quatro patas perante o imperialismo francês e europeu, aceitando estar presente, a convite do cretino Macron, no desfile militar do 14 de Julho, data que comemora a Tomada da Bastilha e a vitória da revolução burguesa de 1789 em França.

Mas mais do que esta já de si execrável manifestação de servilismo, Marcelo e o governo de Costa, acolitados por um parlamento e umas forças armadas de lacaios, prestaram-se ainda a aceder que um contingente militar do exército, marinha e força aérea portugueses participasse no desfile militar nos Campos Elíseos, em Paris, ao lado de formações militares da Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Estónia, Finlândia, Holanda e Reino Unido.

Com esta iniciativa, Macron quis reunir em Paris o grupo de nove países – os atrás referidos, àlambebotas2 excepção da Finlândia – que passaram a integrar um núcleo de intervenção militar por ele criado em Junho do ano passado, designado por Iniciativa Europeia de Intervenção, com o qual a França pretende dar cobertura às acções de agressão que tem em curso no Mali e na República Centro Africano e outras futuras, para proteger os seus interesses imperialistas no continente africano.

Este núcleo duro de defesa na Europa - como lhe chamou o lacaio Marcelo (como se as acções militares imperialistas francesas em África tivessem alguma coisa a ver com a defesa da Europa!) – serve também, para além da já instituída Cooperação Estruturada Permanente para a Segurança e Defesa da União Europeia * (leia-se, o embrião do novo Exército Europeu) para ir reforçando o armamento e a intervenção militar do imperialismo germânico no palco da guerra inter-imperialista em preparação.

Ler mais...

 


As comemorações do 14 de Julho tiveram lugar sob o signo da guerra

A França celebrou, no passado dia 14 de Julho, a queda da Bastilha. No palanque presidencial, a ladear Macron, estiveram Angela Merkel, o Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa e vários altos representantes da União Europeia.

14deJulhoEste ano, a grande festa nacional da burguesia francesa foi assinalada na capital, Paris, com um grande desfile militar. Macron aproveitou a oportunidade para fazer desfilar mais de uma centena de militares espanhóis, conjuntamente com destacamentos militares de outros países que fazem parte de um projecto de cooperação militar europeu por si impulsionado. 

O projecto em causa, com a designação de IEI – Iniciativa Europeia de Intervenção, foi o centro das atenções do desfile e é bem demonstrativo de como o imperialismo europeu, protagonizado pela França e pela Alemanha, se prepara afincadamente para a eminente guerra mundial, como se pode comprovar por uma das frases paradigmáticas do discurso proferido pelo presidente francês: “Um belo símbolo da Europa da defesa que estamos construindo”. 

Imperialistas europeus e seus sequazes asseguraram a sua presença no desfile e, com ela, caucionaram a estratégia belicista que está montada pela dupla Macron/Merkel. E esta estratégia é tão importante para os senhores da guerra que Pedro Sánchez de Espanha preferiu fazer-se representar pela sua ministra da Defesa, Margarita Robles e a demissionária primeira-ministra britânica, Theresa May, pelo seu número dois, David Lidington, considerado o ministro das pastas polémicas e o mais musculado membro do executivo britânico. 

Ler mais...

 


Falência do Deutsche Bank

foi denunciada há mais de 3 anos! 

A imprensa burguesa tem destas coisas. Entretida em servir de correia de transmissão dos pontos de vista da burguesia, do grande capital e do imperialismo, vai fazendo o seu papel de amplificação das mentiras que mais convém aos seus donos divulgar.

E, fazem-no sempre com uma convicção que até impressiona e parece espantar os especialistas de tudo e de coisíssima nenhuma. Uma das notícias mais paradigmáticas do que se acaba de dizer, respeita à situação desse império bancário que dá pelo nome de Deutsche Bank.

Quem, desprevenido, ler o artigo publicado na edição do jornal Expresso deste fim de semana, poderá acreditar que tal facto constitui uma surpresa e os factos relatados só agora é que teriam vindo a público.

Mas, não! A 15 Janeiro de 2016, o nosso querido e saudoso camarada Arnaldo Matos, nas páginas do Órgão Central do PCTP/MRPP, o Luta Popular online, afirmava sem qualquer margem para dúvida que:

“ Para todos os devidos e legais efeitos, o Deutsche Bank está falido. Pois é a mais pura das verdades: o maior banco alemão, aquele que era tão grande que jamais poderia falir, como então se dizia, afinal faliu mesmo. E a maior prova de que está falido é dada pelo próprio ministro das finanças da Alemanha, aquele odioso Wolfgang Schäuble que abomina os povos do Sul da Europa, quando corre a garantir que o Banco Alemão “é forte e tem capital suficiente.”- http://www.lutapopularonline.org/index.php/editorial/1893-o-deutsche-bank-ou-a-cobra-que-engoliu-a-propria-cauda - 

Um banco na falência, sujeito a um programa de reestruturação que redundará a médio prazo no despedimento de mais de 18 mil trabalhadores e num downsizing (processo de ” emagrecimento” para reduzir custos operacionais) das suas operações, desde o sector imobiliário ao casino da especulação financeira. 

Ler mais...

  


Depois Dos Incêndios As Minas A Céu Aberto!...

Que País É Este?

São passados dois anos sobre os primeiros incêndios do trágico ano de 2017; com mais de uma centena de mortos, milhares de hectares de área ardida e centenas de casas destruídas! E, para o mesmo governo de incompetentes e assassinos, sem um pingo de vergonha nas fuças, hoje tudo está muito melhor…1r

Com efeito!...

As panças e as contas bancárias dos administradores dos Fundos de socorro às vítimas dos incêndios, desviados do destino, estão mais anafadas;

Os negócios, entre o Estado defensor e bom administrador dos interesses da classe dominante, tendo decorrido até agora sem sobressaltos, graças à prestimosa colaboração dos partidos oportunistas PCP, BE, Verdes, muletas do actual governo, vão de vento-em-popa;

Ler mais...


0

TUÍTES SOBRE OS INCÊNDIOS

DE PEDRÓGÃO GRANDE 


16/06/2017

1lMais 27 mortos! Assassinos! Assassinos! Governo de assassinos! António Costa dirige um governo de assassinos!

Mais 27 mortos! O País não pode suportar mais este governo de incompetentes e assassinos, que não cuida da vida dos portugueses.

O governo de António Costa é responsável pela morte de 92 portugueses em quatro meses de incêndios, desde o incêndio de Pedrógão.

O presidente da República deve demitir imediatamente o governo de Costa, um governo de autênticos assassinos por negligência grosseira.

O governo de António Costa não consegue preservar a vida das populações portuguesas a seu cargo.2l

Fora com o governo de António Costa! Costa é o ministro responsável pelo ineficaz sistema contra incêndios florestais em vigor.

Rua com o governo de António Costa! Como primeiro-ministro, Costa não dotou o País dos meios necessários para combater incêndios florestais.

3lMarcelo juntou-se aos assassinos do povo português: entrou em directo na SIC, não para demitir o governo, mas para pregar moral.

Entretanto em directo na SIC Marcelo veio dizer-nos que “ há o dever moral e cívico de fazer uma análise sobre o que se está a passar”.

Então porque não faz essa análise e não demite imediatamente o governo. Não há ninguém que pare esta tragédia? Quantos terão de morrer mais?

Subiu para 35 o número de mortos: É preciso parar imediatamente com esta tragédia. É preciso mudar de Governo!

Ler mais...


O LÍTIO

E A GULA INSACIÁVEL

DOS PREDADORES DO PLANETA 

Numa civilização imparável, onde o consumismo se fez sinónimo de bem-estar, e as novas descobertas se impõem a um ritmo verdadeiramente alucinante…, eis como a busca incessante de soluções energéticas capazes de alimentar novas indústrias emergentes, colocam o nosso país no centro do furacão lítio…

O assunto não é novo, mas como sempre, os nossos governantes, como bons administradores dos negócios comuns de 1toda a classe dominante que são, preferem ocultar do povo todas as negociatas entre si…, mesmo que isso ponha em risco a vida de populações inteiras, possa destruir o meio-ambiente em largas extensões de território e contribua para a degradação da vida no nosso Planeta! 

Desde que o uso da máquina, com a força de trabalho dos homens, tornou possível arrancar das entranhas da terra toda a matéria útil ao homem para fazer evoluir as suas sociedades, diversas têm sido as matérias fósseis extraídas das profundezas do Planeta que, assim esvaziado, fica sujeito às mais diversas alterações… e vai definhando, pouco a pouco, pondo em risco a própria vida na Terra! 

Ler mais...


Uma União Europeia em estado comatoso! 

Durante a campanha eleitoral para o Parlamento Europeu defendemos a saída de Portugal da União Europeia e do euro. Explicámos as razões porque defendíamos esta posição e apontámos as soluções comunistas e operárias que deveriam ser adoptadas.

Afirmámos com determinação que o desmantelamento da União Europeia e do euro eram inevitáveis e que a sua desagregação ocorreria, independentemente da acção do PCTP/MRPP ou do advento de qualquer ruptura revolucionária.

Ler mais...


RI 14 Viseu – na Frente...

Dos Balcãs ao Afeganistão

As Forças Armadas de um Estado Lacaio do Imperialismo! 

Na sua Edição de 17 de Maio, num texto da jornalista Irene Ferreira, o Jornal do Centro dá conta do empenhamento do Regimento de Infantaria 14 de Viseu, no envio de mais uma força de militares portugueses para o Afeganistão onde, desde 2001, após a invasão liderada pelos Estados Unidos da América, a ocupação militar ocidental tem semeado aforcas armadas morte - a bem, claro está, do saque e do domínio estratégico disputados internacionalmente pelas superpotências imperialistas, naquela zona do globo.

Num total de 154 operacionais, do Regimento de Infantaria de Viseu, no passado mês de Maio, partiram 53 militares, juntamente com 66 oriundos do Regimento de Cavalaria nº 6 de Braga, mais 33 do Regimento de Infantaria nº 13 de Vila Real e 2 militares de outras unidades.

Ler mais...


Operação Teia – as consequências do nepotismo em política!

A definição de nepotismo, segundo todos os dicionários consultados, é a de que se trata de favoritismo excessivo dado a parentes ou amigos por pessoa bem colocada, ou seja, de afilhadismo, amiguismo ou favoritismo. 

Existem dicionários que vão mais longe na caracterização do comportamento, referindo que, do ponto de vista histórico, o nepotismo era um procedimento levado a cabo por alguns Papas, consistente na atribuição de posições de relevo na hierarquia eclesiástica a elementos da própria família. 

Em Portugal, o conhecido Papa António Costa é bem o exemplo do que é uma rede nepótica. Famílias inteiras integram cargos de ministros, secretários de estado, direcções-gerais, cargos públicos de topo e intermédio. Fazem-no às claras e como se não houvesse amanhã. 

nepotismoDo latim nepõte, que significa sobrinho, palavra à qual se acrescentou ismo,o que deu forma à nova palavra, nepot-ismo, é bem o sinónimo de compadrio, favoritismo, preferência, jogos de influência, a que o PS, sempre que se alcandora no poder – com ou sem maioria – recorre e ganha, de largo, a todos os outros que com ele competem por esse poder. 

Ler mais...


Costa e Centeno, os guardiões de uma banca falida! 

Um relatório extraordinário do Banco de Portugal – não por acaso a surgir a público agora, que se encerraram as urnas das eleições para o Parlamento Europeu e se limpam as urnas para as próximas eleições legislativas -, refere que foram injectados na banca, nos últimos 12 anos, a exorbitante quantia de 23,8 mil milhões de euros de fundos públicos, estando por recuperar cerca de 80%. 

Sempre denunciámos que, mercê de uma política de casino, assente numa criminosa especulação financeira, em contexto de moeda única e do espartilho das “regras orçamentais” ditadas por Bruxelas, a banca – privada e pública – em Portugal, está falida. Como sempre afirmámos a nossa frontal oposição a que, com dinheiros públicos, se salvasse uma banca que, enquanto o eldorado especulativo durou, se entretinha a distribuir, generosamente, dividendos entre os seus accionistas abutres. 

Ler mais...


Quinta do Mocho

O Direito à Habitação dos Socialfascistas 

Enquanto os socialfascistas Bernardino, Jerónimo, e o cabeça de lista às eleições europeias 2019, João Ferreira, andavam em Moscavide, a quintadomochoescassos 3000 metros do Bairro encalacrado entre os luxuosos Terraços da Ponte (antiga Quinta do Mocho), e a nova Quinta do Mocho autêntico gueto criado pelos socialfascistas do P"C"P, onde, ontem, dia 19 de Maio, deflagrou, ao fim da tarde, um tenebroso incêndio, deixando os nossos mais pobres sem tecto, ainda que rudimentar. Pelo menos 60 pessoas ficaram sem casa, para além de perderem os animais que guardavam em algumas barracas. Foi toda uma vida, ainda que pobre, que ficou reduzida a cinzas.

Ler mais...


PORTUGAL FORA DA NATO!
DISSOLUÇÃO IMEDIATA DA NATO!


Ocorreu no passado dia 4 de Abril o 70º aniversário da assinatura do Tratado do Atlântico Norte, que instituiu, no ano de 1949, a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) ou, em inglês, a North Atlantic Treaty Organization (NATO).

Em Washington, na reunião do Conselho do Atlântico Norte, realizada naquele dia para assinalar o acontecimento e que foto 2 1juntou os ministros dos negócios estrangeiros dos restantes 28 países que integram actualmente a NATO (em 1949, os fundadores, entre os quais Portugal, foram 12), a administração norte-americana, através do seu secretário de estado Mike Pompeo, aproveitou para definir, perante os seus lacaios menores, o papel estratégico actual desta organização, no contexto da guerra inter-imperialista em preparação.

Ler mais....


 

O que se esconde por detrás da “revolução” anunciada para os “passes sociais”? 

Actualizado

Foi com grande pompa e circunstância que o governo de António Costa e 1suas muletas do PCP/BE/Verdes anunciou a “grande revolução nos transportes” urbanos, suburbanos e intermunicipais, que constitui a medida que decidiram implementar a partir do próximo dia 1 de Abril de 2019.

Alega o governo que este “novo” passe social visa, por um lado, “aliviar” a carga financeira que os transportes representam para os “agregados familiares” e, por outro, promover o “descongestionamento” do tráfego automóvel que se regista nos maiores centros urbanos, na perspectiva do Tratado que Portugal subscreveu sobre a redução de taxas de carbono (CO2).

Eleito como o dia das mentiras, não foi certamente aleatória a escolha do primeiro dia de Abril para o início da entrada em vigor das novas tarifas. A mentira foi sempre de perna curta e, no caso vertente, não será diferente.

Ler mais... 


Falido: Novo Banco, antes de o ser...já era!

Um dos temas chave do debate quinzenal que ocorreu esta 5ª feira, dia 7 de Março, na Assembleia da República, prendeu-se com a decisão do governo Costa/Centeno em levar a cabo uma nova injecção de capital – 1,2 mil milhões de euros – no Novo Banco, a segunda no espaço de 2 anos.

Argumentaram Costa e Centeno que a primeira injecção – de 3,9 mil milhões de euros - foi efectuada 1ao abrigo do Fundo de Resolução , instituto previsto no Tratado da União Bancária, sendo que a segunda foi um empréstimo do estado, a juros praticados normalmente pelo mercado. Convém , aliás, relembrar que este Fundo de Resolução e este Tratado da União Bancária foram propostos pela deputada europeia, designada pelo PS, Elisa Ferreira – hoje vice-presidente do Banco de Portugal –, no Parlamento Europeu, precisamente no último dia do mandato da anterior legislatura europeia – para que não pudesse ser discutido ampla e democraticamente pelo povo português -, corria o ano de 2014.

Ler mais.... 



Está em... Home Açores Cartazes