Partido

A NOSSA ESTRATÉGIA É O MARXISMO
Nota Introdutória
A brochura que agora publicamos, dois anos após o desaparecimento físico do camarada Arnaldo Matos, corresponde à sua intervenção proferida durante a comemoração do 1.º de Maio Vermelho de 2018 e é a primeira de um conjunto de publicações, que constituem os Cadernos Arnaldo Matos, com os quais pretendemos divulgar e colocar à disposição de todos os importantes estudos e contributos do camarada na divulgação e actualidade do marxismo, que passa, desde logo, pela urgência do estudo, da reflexão e compreensão da natureza de classe das revoluções russa de Outubro de 1917 e chinesa de 1949, já claramente, por ele, exposta nas Teses da Urgeiriça, em 2016. 
Num momento em que o movimento comunista é alvo dos maiores ataques à escala mundial, tentando inculcar a ideologia de que com o capitalismo chegámos à última fase da evolução da humanidade, compete aos comunistas fazer uma análise da realidade e da evolução das sociedades e dos modos de produção, desde o comunismo primitivo até ao capitalismo, à luz da concepção materialista e dialéctica da história, ancorados no marxismo, ao mesmo tempo que têm a obrigação de analisar e questionar, sem quaisquer preconceitos, todos os erros que possam ter sido cometidos no desenvolvimento dos processos revolucionários decorrentes de uma aplicação errada do marxismo e de uma compreensão errada das leis da dialéctica. E é para esta discussão — que necessariamente deve adquirir um carácter internacional — que Arnaldo Matos, de forma frontal e desassombrada, convoca todos os presentes na sessão, defendendo que tem de se pôr, de novo, tudo em questão, ao mesmo tempo que contraria e luta contra todos os discursos reaccionários reformistas e neo-revisionistas, que pretendem apresentar a revolução comunista como uma impossibilidade, explicando de forma acessível, empolgante, simples, mas sem perder o teor complexo da base filosófica que é o marxismo, o desenvolvimento económico, científico, social e humano presentes na obra de Karl Marx, apontando o Manifesto do Partido Comunista como obra fundamental de estudo. 
Na sua intervenção e no debate que se lhe seguiu, dá-nos as ferramentas teóricas para concretizar tal estudo, lembrando sempre que é o movimento que cria as ideias e não as ideias que criam o movimento
De uma forma brilhante, toda a intervenção se organiza para, de forma fundamentada, chegar à única conclusão possível, ou seja, que no momento actual da revolução O marxismo é a nossa estratégia, a estratégia dos comunistas. Por isso, regressemos a Marx, estudemos! É momento de agirmos e darmos passos sólidos em direcção a um futuro comunista! 
Em homenagem ao camarada Arnaldo Matos, pela vitória da Revolução Comunista! 
Lisboa, Fevereiro de 2021 
Comité Central do PCTP/MRPP

CapaCadernoN1

pctpmrpp
Partilhar
Está em... Home PARTIDO Saído do prelo: A NOSSA ESTRATÉGIA É O MARXISMO