Partido

Resolução da Comissão da Sede Nacional

A Comissão de Sede, reunida este sábado, dia 30 de Julho, decidiu reiterar as posições que o fundador do Partido, camarada Arnaldo Matos, tem vindo a defender, mormente aquelas que afirmam que a resistência dos povos à agressão imperialista não pode ser considerada terrorismo.

Demonstrando, uma vez mais, ao serviço de quem estão, os canalhas e os cobardes liquidacionistas que só conseguem actuar a coberto da noite, na madrugada de 5ª para 6ª feira, 29 de Julho, voltaram a pinchar frases na sede do PCTP/MRPP na Av. Do Brasil, em Lisboa.

Com a imaginação própria das amibas, isto é, de seres unicelulares, replicam o que a burguesia pró-imperialista lhes encomenda, numa vã tentativa de isolar e aniquilar o nosso partido e a sua direcção, na pessoa do seu fundador, o camarada Arnaldo Matos.

Sublinha ainda esta Comissão de Sede o que, no quadro da mundialização da guerra que as potências imperialistas impõem aos povos, o nosso partido desde sempre defendeu: que há que transformar as guerras imperialistas em guerras populares revolucionárias e defender sem hesitações a consigna Proletários de Todos os Países, Povos e Nações Oprimidas do Mundo, Uni-vos!

Não tardará o dia em que nem a noite tornará estes gatos mais pardos do que já são, e a luz os desmascarará e o correctivo merecido se imporá, sem dó nem piedade. A seu tempo, os proletários e o povo explorado saberão fazer justiça.

Morte aos Traidores!

Viva o Partido!





Partilhar

Adicionar comentário


Código de segurança
Actualizar

Está em... Home Partido Resolução da Comissão da Sede Nacional