Partido

Realizou-se, num clima de grande entusiasmo, coragem e alegria revolucionária, o I Congresso Extraordinário do PCTP/MRPP!

CongressoExt2020ArnMatApesar de todas as provocações, boicotes, traições, intrigas, tentativas de intimidação e, até, ameaças de agressão física, realizou-se, num clima de grande entusiasmo, coragem e alegria revolucionária o I Congresso Extraordinário do Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses (PCTP/MRPP).

A Organização do Congresso, seguindo as indicações expressas pelo nosso querido e saudoso camarada Arnaldo Matos sobre a ampla democracia que deve existir no seio dos comunistas, criou as condições para que o debate tivesse sido muito amplo e dinâmico e as divergências que se manifestaram pudessem ser livremente expressas e discutidas entre os comunistas presentes.

Os delegados presentes representavam, em termos territoriais, a esmagadora maioria das regiões do país, sendo assinalável a presença de muitos jovens camaradas, entre os 20 e os 27 anos – tendo alguns dos quais reconhecido o nosso Partido como a única organização comunista existente no país muito recentemente –, com a classe operária a assegurar a maioria de presenças, os trabalhadores de serviços e as mulheres que, esperamos, estejam em maior número em próximos Congressos e eventos do Partido.

O clima de liberdade de expressão de opinião e de expressão de pontos de vista criado pela Mesa do Congresso previamente eleita pelos delegados presentes no Congresso, permitiu e facilitou um amplo e vivo debate sobre todos os documentos, quer os previamente apresentados – com uma semana de antecedência – pelo Comité Central aos delegados e suas organizações, quer sobre as várias Resoluções e Moções que alguns dos delegados presentes decidiram apresentar ao Congresso.

Essa dinâmica, transversal a todos os momentos do Congresso, permitiu a incorporação de novas contribuições que melhoraram significativamente os documentos apresentados a discussão e, sobretudo, reforçaram a unidade do Partido,expressa pela votação unânime de alguns desses documentos ou da sua aprovação por uma esmagadora maioria de votos expressos.

Nunca, na história recente do Partido, se havia assistido a uma reunião magna do Partido com, por um lado, tantos delegados a inscreverem-se para usarem da palavra e apresentarem propostas, como, por outro, novos militantes, demonstrando uma elevada consciência do que é o comunismo e de quais são as tarefas dos comunistas perante a iminência da Revolução Comunista Operária, nacional e mundial.

Foi neste ambiente revolucionário, comunista, que documentos de importância táctica e estratégica foram aprovados:

•    O Relatório Político e de Organização do Comité Central
•    As alterações propostas aos Estatutos
•    O Plano de Acção Estratégica do Partido
•    A Resolução sobre a Juventude
•    A Resolução sobre a táctica quanto a cinco questões sociais
•    A Resolução sobre o cabeçalho do Luta Popular.

Foi apresentada uma saudação da Linha Sindical do Partido, Luta–Unidade–Vitória, a exortar a reorganização do Partido para as lutas da classe operária e dos trabalhadores que se avizinham.

Quanto à Resolução sobre a participação dos comunistas em eleições burguesas que, tal como os outros documentos apresentados neste Congresso, mereceu um amplo, vivo e democrático debate, a reunião magna dos comunistas decidiu que o debate em seu torno deveria prosseguir nas diferentes organizações do Partido, que deveriam corporizar as sínteses dos pontos de vista que expressaram no Congresso – sobretudo em torno do seu Ponto 14 – para que  o texto final expressasse a síntese dessa discussão.

Finalmente, foi num clima de grande entusiasmo, alegria e unidade revolucionárias que os Delegados votaram, por unanimidade, a proposta do Comité Central em reconduzir os camaradas que incorporavam este  Órgão  de Direcção do Partido e que estiveram presentes neste Congresso.

Ficou absolutamente claro que o reconduzido Comité Central terá como tarefas prioritárias prosseguir o trabalho e reorganização do Partido e consolidação da organização, assim como preparar o próximo Congresso do Partido. Foi esta determinação e propõsito demonstrados pelo Comité Central eleito que levou os delegados presentes a terem renovada confiança de que esta é a equipa que poderá consolidar o trabalho de refundação do Partido que iniciou e que poderá garantir um poderoso contributo para um futuro radioso da Revolução Comunista Operária em Portugal e no mundo.

20Set2020

pctpmrpp

Partilhar
Está em... Home PARTIDO Realizou-se, num clima de grande entusiasmo, coragem e alegria revolucionária, o I Congresso Extraordinário do PCTP/MRPP!