COLÓQUIO NA GUARDA COM O CAMARADA ARNALDO MATOS
Uma Vigorosa Jornada de Luta contra a Escumalha Liquidadora,
pela Recuperação e Reforço do Partido Comunista Operário


2015-12-05-01A corrente pequeno-burguesa reaccionária dos liquidacionistas, sob a direcção bicéfala de Conceição Franco e Garcia Pereira, abandonou o Partido e os operários em toda a parte, mas muito em especial nos distritos do interior do país, como Viseu, Guarda e Castelo Branco. Um dos comparsas desses cabecilhas, Leopoldo Mesquita, também membro do comité central, esteve vinte anos à frente do distrito da Guarda, onde nunca conseguiu criar uma célula nem recrutar um operário, gastando o tempo a tirar um mestrado e um doutoramento que não serviram aos trabalhadores para nada.

Nos distritos de Viseu, Guarda e Castelo Branco, o comité permanente liquidacionista não mexeu uma palha para reforçar o Partido e desenvolver a sua actividade junto das massas. Contudo, em apenas dois meses e respondendo ao apelo da linha revolucionária do Partido, camaradas dispersos, abandonados e desorganizados puseram-se de pé como um só homem, arregaçaram as mangas e empreenderam eles mesmos a tarefa de liquidar a corrente liquidacionista e restaurar o partido comunista proletário.

Pois sábado passado, na Guarda, um conjunto de militante de Viseu, Guarda e Castelo Branco que se auto-constituiu em Grupo de Trabalho do Maciço Central, mobilizou e convocou mais de três dezenas de antigos e novos militantes e simpatizantes, muitos deles operários, que se reuniram num jantar-colóquio para o qual convidaram o camarada Arnaldo Matos.

Nas palavras dos camaradas José Cruz, de Viseu, e Sérgio, da Guarda, promotores do acontecimento, a iniciativa surgiu como resposta ao apelo do Camarada Espártaco saído no Luta Popular Online no dia a seguir às eleições legislativas, estando agora um forte conjunto de homens, mulheres e jovens operários e outros trabalhadores firmemente empenhados na constituição dos comités do Partido em cada um dos três distritos e na fundação de células nas principais fábricas da área regional do Maciço Central.

Na sua importante intervenção, acompanhada com caloroso apoio, o camarada Arnaldo Matos abordou com profundidade e clareza a posição e as tarefas dos comunistas relativamente ao governo do PS e das suas muletas – esta aliança não vem resolver os problemas dos que têm fome –, bem como a necessidade de a classe operária voltar a dispor do seu verdadeiro partido comunista, expulsando a corrente reaccionária da pequena burguesia que durante muito tempo tomou conta do Partido, desprezou os operários e abandonou o marxismo e o comunismo.

O camarada Arnaldo Matos teve ainda a oportunidade de abordar a importância e urgência de se estudar o marxismo e elevar o nível teórico e ideológico dos militantes do Partido e em particular dos operários, para que a classe operária não seja manipulada pelos oportunistas e, ao invés, possa levar a cabo a sua missão histórica de destruir o capitalismo e construir a sociedade sem classes.

No final, num ambiente de grande mobilização e disponibilidade para enfrentar e cumprir as novas tarefas, camaradas presentes inscreveram-se no Partido, preenchendo a respectiva ficha, num sinal de que esta realização deve ser vista como um estímulo para prosseguirmos a luta pela liquidação do liquidacionismo e pela fundação de um partido comunista proletário.


07.12.2015

  

 

 

Partilhar

Adicionar comentário


Código de segurança
Actualizar

Está em... Home Using Joomla! Using Extensions Components Content Component Article Categories Colóquio na Guarda com o Camarada Arnaldo Matos - Uma Vigorosa Jornada de Luta contra a Escumalha Liquidadora, pela Recuperação e Reforço do Partido Comunista Operário