INTERNACIONAL

Qualquer agressão ao povo sírio não ficará impune! - O imperialismo americano é um tigre de papel!

Depois de dois anos a armar, a financiar e a apoiar as forças que combatem o regime sírio, e tentando escamotear a derrota em que tal estratégia se tem traduzido, o laureado Nobel da Paz Barack Obama, anunciou ter decidido que os EUA, contra tudo e contra todos, a começar pela própria ONU, irão atacar a Síria, sob o pretexto fabricado pela CIA da utilização de armas químicas pelo exército sírio.

A exemplo da gigantesca e ignóbil mistificação e farsa montadas por Bush e Blair para justificar a invasão do Iraque – no que foram servilmente acolitados pelo actual presidente da Comissão Europeia, o lacaio Barroso -, inventando a existência de armas de destruição maciça nas mãos de Sadam Hussein, Obama forjou agora argumento idêntico para voltar a tentar enganar a opinião pública americana e mundial.

Acontece mesmo que, independentemente de não estar ainda concluída a investigação promovida pela ONU no território sírio, é a própria imprensa americana e a presidente do Tribunal Penal Internacional que vieram já afirmar que o gás que teria estado na origem das mortes de civis encontrava-se nas mãos dos rebeldes da CIA e tinha proveniência da Arábia Saudita.

Desta feita, os imperialistas americanos partem claramente isolados nesta sua projectada agressão ao povo sírio e só não estão mais isolados na Europa graças – imagine-se! – ao socialista Hollande que, depois da derrota imposta pelo Parlamento britânico ao pateta Cameron, rejeitando qualquer envolvimento na agressão ianque à Síria, veio dar uma mão a Obama, colocando à sua disposição as experiências das recentes invasões da Líbia e do Mali.

Tal como aqui se denunciou, a palavra-de-ordem do imperialismo americano, do sionismo israelita e dos seus lacaios na Liga Árabe é só uma: ocupar imediatamente a Síria, único aliado da Palestina e do Irão no Próximo Oriente.

Nada disso tem nada que ver com direitos humanos, mas apenas com os interesses bélicos do imperialismo e do sionismo.

Cada vez mais isolado junto dos povos do mundo inteiro, o imperialismo americano não deixará de sofrer mais uma derrota nesta sua acção contra a soberania do Estado sírio.

Para além de denunciar o vergonhoso papel que a imprensa vendida portuguesa mais uma vez tem assumido ao dar cobertura a este novo golpe da CIA e de se colocar a quatro patas ao serviço das manobras imperialistas em curso, o PCTP exige que o governo português manifeste a sua oposição não só a qualquer ataque contra a Síria, como defenda a cessação de toda e qualquer ingerência nos assuntos internos do povo sírio, porque isso corresponde ao sentimento da esmagadora maioria do povo português amante da paz.


Leia também:
A Síria e a liberdade de imprensa ao serviço da CIA
A Síria e a balela imperialista dos Direitos Humanos

 

Partilhar

Adicionar comentário


Código de segurança
Actualizar

Está em... Home Internacional Qualquer agressão ao povo sírio não ficará impune! - O imperialismo americano é um tigre de papel!